domingo, 19 de abril de 2020

A BOMBA DA LUFTWAFFE NA IGREJA DE SANTA MARIA - MALTA


Olá amigos do Blog. Estava em Malta para mergulhar em naufrágios da II Guerra Mundial. Com o apoio da Cresta Dive Centre ( é Centre mesmo e não Center ) tinha explorado o HMS Maori, o SS Margit, um Bristol Blenheim, um Bristol Beaufighter, a lancha Coralita, um PT Boat, o HMS Hellespont e um LCM ( Landing Craft Mechanized ), alguns já comentados aqui nesse espaço. Até um OSNI ( Objeto Submarino Não Identificado ) eu vi. O Mediterrâneo havia sido generoso naquele período, nos oferecendo durante nove dias a superfície de um lago, sem ondas ou correntes e uma visibilidade extraordinária de 30 m. Fui então alertado pelo Casey da operadora que o tempo iria mudar, encerrando assim os mergulhos.

Como ainda tinha quatro dias, resolvi visitar alguns lugares de valor histórico e ou interessantes. Um deles foi a Igreja de Santa Maria, também conhecida como Rotunda. Ela fica em Mosta, uma localidade quase no meio do país. Malta é cheia de igrejas, perto de 360 mas esta era especial. Fora concluída em 1860, no estilo neoclássico e inspirada no Panteão de Roma. 
No dia 09 Abr 42, em plena Blitz, a Luftwaffe bombardeava mais uma vez o aeródromo de Ta Qali. Um furtivo bombardeiro alemão Junkers 88 passou como um bólido, rugindo no zênite da igreja e soltou uma bomba de 250 kg. Possivelmente um erro pois o verdadeiro alvo, o aeródromo, era logo à frente. A bomba perfurou a cúpula, penetrou na igreja e foi chocar-se contra o piso, rolando ameaçadora para perto do altar. A bomba falhou...! Havia 300 pessoas dentro da igreja que ficaram aterrorizadas. Se essa bomba tivesse detonado, o efeito teria sido catastrófico. A igreja foi evacuada e uma equipe do Royal Engineers desativou o perigoso projétil que, mais tarde, foi jogado no mar. Até hoje os habitantes mais antigos de Malta consideram o fato como um milagre de Nossa Senhora. Entrando para a sacristia é possível ver uma réplica desta bomba, sinistra e assustadora. Junto, há uma pequena loja que vende fotos da bomba verdadeira e da cúpula perfurada. Que história!


A Igreja de Santa Maria

Replica da bomba de 250 kg que se encontra ao lado da sacristia

Furo na cúpula da igreja por onde penetrou a bomba

Equipe do  Royal Engineers

Este  é o meu Junkers 88 na escala 1/48

Já iniciou o mergulho, freios abertos e lançou uma bomba de 250 kg
 

cavaleirodasprofundezas@gmail.com

Nestor Antunes de Magalhães é 2º Ten R/1 do Exército Brasileiro, tendo servido os nove últimos anos de sua vida profissional no Museu do Comando Militar do Sul, Porto Alegre. É membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (FAHIMTB), mergulhador CMAS** com quatro especializações, Submarinista Honorário da Marinha do Brasil e recebeu a Medalha do Mérito Tamandaré. Mergulhou em inúmeros naufrágios por toda costa brasileira, destacando, entre outros, a participação em uma expedição exploratória no Parcel de Manuel Luís, Maranhão. Também mergulhou em naufrágios de Truk Lagoon, Hawaii, Golfo de Suez, Golfo de Aqaba, Estreito de Tiran, Estreito de Gubal e Mar Vermelho.

0 comentários:

Postar um comentário