sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

BASTOGNE



Olá amigos do Blog. Sempre é bom voltar. Ainda estava em Liége, Bélgica, e sabia que durante a II Guerra Mundial ali tinham ocorridos ferozes combates. Era a Batalha do Bulge, a Ofensiva das Ardenas. Sete estradas passavam pela cidade e isto fazia dela um importante objetivo para o alemães. Bastogne inclusive foi cercada do dia 20 a 27 Dez 44 e bombardeada à extinção, mas resistiu, atrasando a corrida dos alemães na direção do porto de Antuérpia.
Hoje a cidade foi reconstruída e nas proximidades do 75º Aniversário da Batalha do Bulge (16 Dez 44 ), enfeita vitrines, casas, praças, prédios públicos, etc. Tudo é bandeira americana, Patton, Nuts, McAuliffe, 101ª Airborne, Speranza, e isto é contagiante. Sente-se uma grande gratidão aos americanos, como libertadores. Que história! Vamos ver as fotos?

Diversas viaturas militares circulam pelas ruas da cidade

Na entrada da cidade: caminho dos Tigres e Panteras


Praça Gen McAuliffe com tanque Sherman: centro da cidade

Casas antigas que foram reconstruídas

Capacetes M-1 em exposição na vitrine da loja

Prédio da Prefeitura de Bastogne também enfeitado

Rua principal

A cidade está em festa para comemorar os 75 anos da batalha

Rua principal vista de outro ângulo


Busto do Gen McAuliffe na praça que leva o seu nome

                      As vitrines estão enfeitadas
Um dos cruzamentos da cidade

Existe uma simpatia muito grande para com os americanos considerados libertadores

Outra vitrine de loja decorada para a data

Comerciantes decoram as vitrines

Na entrada da cidade ele ainda está de guarda

A blindagem americana muitas vezes era frágil para os 75 e 88 mm dos felinos alemães

cavaleirodasprofundezas@gmail.com

Nestor Antunes de Magalhães é 2º Ten R/1 do Exército Brasileiro, tendo servido os nove últimos anos de sua vida profissional no Museu do Comando Militar do Sul, Porto Alegre. É membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (FAHIMTB), mergulhador CMAS** com quatro especializações, Submarinista Honorário da Marinha do Brasil e recebeu a Medalha do Mérito Tamandaré. Mergulhou em inúmeros naufrágios por toda costa brasileira, destacando, entre outros, a participação em uma expedição exploratória no Parcel de Manuel Luís, Maranhão. Também mergulhou em naufrágios de Truk Lagoon, Hawaii, Golfo de Suez, Golfo de Aqaba, Estreito de Tiran, Estreito de Gubal e Mar Vermelho.

0 comentários:

Postar um comentário