quarta-feira, 25 de dezembro de 2019

AGRADECIMENTO


Olá amigos do Blog. Recebi dezenas de felicitações pela passagem do meu aniversário no dia 18 Dez, por coincidência, o Dia do Mergulhador. Agradeço a todos por terem se lembrado de mim de forma tão carinhosa. Abração.

Exercício de tiro real com granada de bocal no Campo de Instrução de Butiá, efetivo do Pel Seg da Cia Cmdo 6ª DE 


MUSEU DAS ARMAS - LIÈGE


Olá amigos do Blog. Esta é para os adoradores de armas. Estava em Liège, Bélgica, cidade equidistante de dez museus militares que eu queria conhecer, quase todos relacionados com a Batalha do Bulge, a conhecida Ofensiva das Ardenas que está fazendo agora 75 anos. Tinha preparado um organograma de "um museu por dia" e obtive sucesso. Até sobraram livres dois dias e eu aproveitei uma tarde para visitar o Museu das Armas, na verdade um espaço dentro do Le Grand Curtius, também museu, com 5.000 m² de exposições que abrangem arte sacra, arqueologia, arte em vidro, etc. O prédio é muito antigo, possivelmente do século XVII e situa-se no centro histórico da idade.

As armas, em sua maioria, são de uso civil e estão distribuídas nas vitrines, um tanto escuras, em ordem cronológicas. Ali aparecem armas de mecha, roda, pederneira, percussão, etc.
Todavia a cereja do bolo são os magníficos conjuntos de pistolas para duelo. Isto valeu a entrada paga. Que história! Vamos ver as fotos?














sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

BASTOGNE



Olá amigos do Blog. Sempre é bom voltar. Ainda estava em Liége, Bélgica, e sabia que durante a II Guerra Mundial ali tinham ocorridos ferozes combates. Era a Batalha do Bulge, a Ofensiva das Ardenas. Sete estradas passavam pela cidade e isto fazia dela um importante objetivo para o alemães. Bastogne inclusive foi cercada do dia 20 a 27 Dez 44 e bombardeada à extinção, mas resistiu, atrasando a corrida dos alemães na direção do porto de Antuérpia.
Hoje a cidade foi reconstruída e nas proximidades do 75º Aniversário da Batalha do Bulge (16 Dez 44 ), enfeita vitrines, casas, praças, prédios públicos, etc. Tudo é bandeira americana, Patton, Nuts, McAuliffe, 101ª Airborne, Speranza, e isto é contagiante. Sente-se uma grande gratidão aos americanos, como libertadores. Que história! Vamos ver as fotos?

Diversas viaturas militares circulam pelas ruas da cidade

Na entrada da cidade: caminho dos Tigres e Panteras


Praça Gen McAuliffe com tanque Sherman: centro da cidade

Casas antigas que foram reconstruídas

Capacetes M-1 em exposição na vitrine da loja

Prédio da Prefeitura de Bastogne também enfeitado

Rua principal

A cidade está em festa para comemorar os 75 anos da batalha

Rua principal vista de outro ângulo


Busto do Gen McAuliffe na praça que leva o seu nome

                      As vitrines estão enfeitadas
Um dos cruzamentos da cidade

Existe uma simpatia muito grande para com os americanos considerados libertadores

Outra vitrine de loja decorada para a data

Comerciantes decoram as vitrines

Na entrada da cidade ele ainda está de guarda

A blindagem americana muitas vezes era frágil para os 75 e 88 mm dos felinos alemães