sábado, 27 de julho de 2019

MERGULHO EM UM AICHI D3A VAL


Olá amigos do Blog. Estava em Guam, território insular americano e palco de feroz batalha durante a II Guerra Mundial. O meu objetivo era mergulhar no SMS Cormoran, cruzador auxiliar alemão afundado em 1917. Uma história fascinante mas que eu vou contar mais tarde. Pois bem, sabia do naufrágio de um bombardeiro de mergulho japonês Aichi D3A Val que dormitava nas profundezas de Apra Harbor. Este avião foi o carrasco da Royal Navy no Oceano Índico e o primeiro a atingir alvos americanos na Guerra no Pacífico, como Pearl Harbor e Base Aérea de Clark. Era armado com 3 metralhadoras de 7,7 mm, transportava uma bomba de 250 kg e 2 de 60 kg. Mesmo sendo isso um armamento relativamente leve, os Val mandaram para o fundo 16 navios americanos e Aliados, de destróier a porta-aviões. Tinha visto um destes bombardeiros, desmantelado, furado à bala, no National Museum of Pacific War, Fredericksburg, Texas. Estava ainda com a sua cor bege de camuflagem. Fiquei encantado com o avião. Há uma passagem no meu livro De Guadalcanal a Creta que gosto muito, o naufrágio do HMNZS Moa e o USS Kanawha atacados pelos Val: "Tudo fazia crer que naquele dia os bombardeiros de mergulho japoneses eram conduzidos por pilotos hábeis, intrépidos, fanatizados, que só soltavam a sua bomba quando lhes restavam apenas o espaço necessário para tornarem a subir, sem o risco de se esmagarem contra o alvo. Antes de ganharem altura, metralhavam tudo que nadava, boiava ou navegava na água".
Com o apoio da operadora ATM que disponibilizou só para mim, um talentoso guia, o Randy Bigbee, mergulhamos na posição assinalada por uma boia onde estava a aeronave, dentro de Apra Harbor, muito perto do quebra-mar, a 29 m de profundidade. O tempo estava bom, água calma e sem corrente Este avião tinha sido abatido em 1944. Vamos conferir as fotos e comentar cada uma com as legendas.

Mapa de Apra Harbor e seus naufrágios

O Pacífico fez jus ao nome nos recebendo sem ondas e corrente

O Aichi D3A Val que se encontra no National Museum of Pacific War, Fredericksburg, Texas

Val sobre Rabaul. Observem um dos freios aerodinâmicos sob a asa esquerda

Cauda de um Val em exposição no Pacific War Museum,  Guam

Freio sob a asa do bombardeiro

Asa, bordo de fuga com as dobradiças do flap e roda sem a carenagem

Trapézio destinado a desviar a bomba do disco da hélice quando lançada

Bordo de fuga da asa esquerda

Roda com restos do pneu

Assento do piloto

Aileron sem a cobertura de tecido

Motor radial Mitsubishi Kinsei de 14 cilindros

Hélice: uma das pás foi serrada por algum caçador de relíquias

Neutro sobre a asa esquerda

Com o meu guia Randy Bigfoot (e) logo após o mergulho no Val

Nossa homenagem ao Val. Após o mergulho subimos a bandeira  da Marinha Imperial japonesa
.

cavaleirodasprofundezas@gmail.com

Nestor Antunes de Magalhães é 2º Ten R/1 do Exército Brasileiro, tendo servido os nove últimos anos de sua vida profissional no Museu do Comando Militar do Sul, Porto Alegre. É membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (FAHIMTB), mergulhador CMAS** com quatro especializações, Submarinista Honorário da Marinha do Brasil e recebeu a Medalha do Mérito Tamandaré. Mergulhou em inúmeros naufrágios por toda costa brasileira, destacando, entre outros, a participação em uma expedição exploratória no Parcel de Manuel Luís, Maranhão. Também mergulhou em naufrágios de Truk Lagoon, Hawaii, Golfo de Suez, Golfo de Aqaba, Estreito de Tiran, Estreito de Gubal e Mar Vermelho.

0 comentários:

Postar um comentário