terça-feira, 3 de julho de 2018

U BOAT TIPO XXIII RECEBE TRIPULAÇÃO

Olá amigos do Blog.
Como sou uma negação na montagem e pintura de figuras humanas, fiquei muito feliz em receber um valioso auxílio do meu amigo plastimodelista Solon Bevilaqua. Ganhei de presente a tripulação deste Tipo XXIII , na escala 1:35. As figuras foram todas montadas e pintadas por ele. Uma importante contribuição para o meu acervo de navios, submarinos, tanques e aviões. Para alguém limitado como eu, acho que ficou muito bom.
Quando mergulhei no S33 Tapajó, submarino IKL 209-1400 da Marinha do Brasil (é capítulo do meu livro De Guadalcanal a Creta - Mergulhando na História), navegamos algum tempo na superfície da Baía de Guanabara, pegando um mar moderado até mergulhar no Atlântico. Nesta navegada na superfície, o navio jogava muito. Mesmo assim, o imediato do Tapajó subiu para o topo da torre e ficou de pé, encostado no schnorkel do submarino. Este homem estava em uma felicidade total, com um sorriso de orelha a orelha, quase em um transe de prazer e só foi sair dali quando veio a ordem de evacuar o passadiço para o mergulho. Minha nossa!
Pois esta cena singular me inspirou a colocar o comandante do Tipo XXIII colado de pé, apoiado entre o periscópio e o schnorkel. Era fácil identificar os comandantes dos U Boats pois ele usavam sempre um quepe branco. Já o imediato, coloquei no passadiço, junto da mira binocular de superfície UZO e os outros tripulantes distribui no deck. Este submarino na escala 1:35 é o U 2321, com 34,6 m de comprimento e deslocando 258 t. Sua velocidade  submerso era de 12,5 kt e a profundidade máxima operacional de 150 m. Era armado com dois torpedos de 533 mm, sua tripulação composta por 16 homens e mergulhava para escapar de uma ameaça inimiga em nove segundos. Este modelo é igual ao U 2336, submarino alemão que atacou um comboio na costa NE da Inglaterra no dia 07 Mai 45, afundando os dois últimos navios da Guerra na Europa. Interessante como este Tipo XXIII tem certa semelhança com o Tapajó. Que história!














cavaleirodasprofundezas@gmail.com

Nestor Antunes de Magalhães é 2º Ten R/1 do Exército Brasileiro, tendo servido os nove últimos anos de sua vida profissional no Museu do Comando Militar do Sul, Porto Alegre. É membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (FAHIMTB), mergulhador CMAS** com quatro especializações, Submarinista Honorário da Marinha do Brasil e recebeu a Medalha do Mérito Tamandaré. Mergulhou em inúmeros naufrágios por toda costa brasileira, destacando, entre outros, a participação em uma expedição exploratória no Parcel de Manuel Luís, Maranhão. Também mergulhou em naufrágios de Truk Lagoon, Hawaii, Golfo de Suez, Golfo de Aqaba, Estreito de Tiran, Estreito de Gubal e Mar Vermelho.

0 comentários:

Postar um comentário