sexta-feira, 27 de julho de 2018

FLAKVIERLING 38 EM DIORAMA

Olá amigos do Blog.
Confiram as fotos deste diorama primoroso que faz parte do acervo do Museu Real das Forças Armadas e da História Militar, Bruxelas, Bélgica. O canhão 20 mm em montagem quádrupla era conhecido como Flakvierling 38, arma antiaérea com grande mobilidade e volume de fogo, capaz de girar 360° no seu reparo horizontal e elevar rapidamente os seus quatro tubos, de -10° a 100°. Podia ter duplo emprego, atirando contra alvos de superfície, com o alcance máximo de 5.230 m ou contra aviões, com o alcance de utilização de 2.200 m.
Pierre Costermann, no seu eletrizante livro O Grande Circo, comenta inúmeras vezes o poder efetivo desta arma, inclusive de maneira dramática no capítulo No Inferno da "Flak".
Neste diorama, a presença da guarnição formada por vários jovens recrutas da Luftwaffe, por sinal com figuras muito bem feitas, contribui sobremaneira para a qualidade do conjunto. 




 

quarta-feira, 18 de julho de 2018

NAPOLEÃO BONAPARTE

Olá amigos do Blog.
Visitando o Koninklijk Nederlands Legermuseum, ou para nós, menos complicado: Museu do Exército Real Holandês, que até 2013 estava em Delft, Holanda, fui surpreendido por um expositor particularmente especial. Era quase um grande cubo de vidro e dentro dele estava uma pessoa vestida como Napoleão Bonaparte, sentada em uma cadeira.. Puxa vida, assíduo visitante de museus, eu nunca tinha visto algo semelhante, a de um manequim vivo. Lembro de ter pensado, pô este cara ganha por hora ou é trabalho voluntário?  Só chegando mais perto é que foi possível conferir a perfeição da figura. Era de cera ou resina, mas parecia muito real, perfeita. A farda era usada, um tanto velha. Havia até caspa na gola do casaco e os cabelos, desalinhados. O conjunto todo passava uma impressão proposital de um leve e natural  desleixo. Os semblante era extremamente triste, pensativo, desanimado. Um Napoleão logo após a Batalha de Waterloo ou no exílio na ilha de Santa Helena. Achei que a equipe responsável por aquele belíssimo trabalho poderia ter se inspirado no quadro "Napoleão Abdicando em Fontainebleu", pintado por Paul Delaroche em 1855 e que se encontra atualmente no Museu de Finas Artes em Leipzig. A cena era muito parecida. Confiram as fotos.




 

terça-feira, 3 de julho de 2018

U BOAT TIPO XXIII RECEBE TRIPULAÇÃO

Olá amigos do Blog.
Como sou uma negação na montagem e pintura de figuras humanas, fiquei muito feliz em receber um valioso auxílio do meu amigo plastimodelista Solon Bevilaqua. Ganhei de presente a tripulação deste Tipo XXIII , na escala 1:35. As figuras foram todas montadas e pintadas por ele. Uma importante contribuição para o meu acervo de navios, submarinos, tanques e aviões. Para alguém limitado como eu, acho que ficou muito bom.
Quando mergulhei no S33 Tapajó, submarino IKL 209-1400 da Marinha do Brasil (é capítulo do meu livro De Guadalcanal a Creta - Mergulhando na História), navegamos algum tempo na superfície da Baía de Guanabara, pegando um mar moderado até mergulhar no Atlântico. Nesta navegada na superfície, o navio jogava muito. Mesmo assim, o imediato do Tapajó subiu para o topo da torre e ficou de pé, encostado no schnorkel do submarino. Este homem estava em uma felicidade total, com um sorriso de orelha a orelha, quase em um transe de prazer e só foi sair dali quando veio a ordem de evacuar o passadiço para o mergulho. Minha nossa!
Pois esta cena singular me inspirou a colocar o comandante do Tipo XXIII colado de pé, apoiado entre o periscópio e o schnorkel. Era fácil identificar os comandantes dos U Boats pois ele usavam sempre um quepe branco. Já o imediato, coloquei no passadiço, junto da mira binocular de superfície UZO e os outros tripulantes distribui no deck. Este submarino na escala 1:35 é o U 2321, com 34,6 m de comprimento e deslocando 258 t. Sua velocidade  submerso era de 12,5 kt e a profundidade máxima operacional de 150 m. Era armado com dois torpedos de 533 mm, sua tripulação composta por 16 homens e mergulhava para escapar de uma ameaça inimiga em nove segundos. Este modelo é igual ao U 2336, submarino alemão que atacou um comboio na costa NE da Inglaterra no dia 07 Mai 45, afundando os dois últimos navios da Guerra na Europa. Interessante como este Tipo XXIII tem certa semelhança com o Tapajó. Que história!