quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

TERROR HÁZA - A CASA DO TERROR

É um museu singular que ocupa um prédio de três andares situado na elegante Av Andrássy nº 60, Budapeste. Aberto em 2002, é também um local destinado a memória de todas as vítimas do Nazismo e do Comunismo, regimes totalitários que martirizaram a Hungria no século XX. Ali muitas pessoas foram detidas, interrogadas, torturadas e algumas executadas. Uma das peças interessantes que compõem o acervo é a bandeira  húngara onde o emblema comunista, no centro,  foi cortado à faca durante a revolta de 1956. O clima é pesado, opressivo e fica mais intenso ainda ao final, quando o visitante desce por um elevador escurecido até o subsolo do edifício onde se localizam as salas de interrogatório, celas e até uma forca. O museu lembra a todos de algo muito sinistro e que jamais deverá voltar.










 

cavaleirodasprofundezas@gmail.com

Nestor Antunes de Magalhães é 2º Ten R/1 do Exército Brasileiro, tendo servido os nove últimos anos de sua vida profissional no Museu do Comando Militar do Sul, Porto Alegre. É membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (FAHIMTB), mergulhador CMAS** com quatro especializações, Submarinista Honorário da Marinha do Brasil e recebeu a Medalha do Mérito Tamandaré. Mergulhou em inúmeros naufrágios por toda costa brasileira, destacando, entre outros, a participação em uma expedição exploratória no Parcel de Manuel Luís, Maranhão. Também mergulhou em naufrágios de Truk Lagoon, Hawaii, Golfo de Suez, Golfo de Aqaba, Estreito de Tiran, Estreito de Gubal e Mar Vermelho.

0 comentários:

Postar um comentário