sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

OSNI - MALTA


Quando em parada descompressiva, estacionado a 5 m de profundidade, logo após o mergulho no Beaufighter, eu vi o que parecia ser um OVNI, ou melhor, um OSNI (objeto submarino não identificado). Claro que fotografei, mas a imagem não ficou boa.
Confiram: o OSNI é a manchinha branca, fugaz, dentro do círculo vermelho. Ele avançava em nossa direção, de maneira retilínea e constante, mas saímos do mar para a embarcação de apoio, antes que ele viesse até nós. O inglês Conrad, meu dupla da Cresta Diving Centre, não viu e duvidou depois. Disse que eu estava com narcose, com a embriagues dos mergulhadores, saturado pelo nitrogênio residual. Mais tarde, quando observou a foto na TV, levou um susto e ficou bem quieto.
Na tela da TV  HD ele aparece claramente. Me considero um mergulhador com boa experiência, velhusco, com mais de 200 mergulhos logados pelo Planeta afora e sei muito bem identificar coisas ou seres que vagam nas profundezas, quer positivos (sobem), negativos (descem) ou neutros (flutuam na mesma cota). Então acho que vi algo muito interessante, não como está registrado nesta foto de nitidez duvidosa, mas bastante real.  Prato cheio para os ufólogos, coisa que eu não sou. 
Então o que seria?

Flutuabilidade neutra sobre o naufrágio do torpedeiro Bristol Beaufighter, 38 m.

No cabo-guia durante a parada de segurança, 5 m.

No círculo vermelho, o objeto submarino não identificado, avança na nossa direção.

cavaleirodasprofundezas@gmail.com

Nestor Antunes de Magalhães é 2º Ten R/1 do Exército Brasileiro, tendo servido os nove últimos anos de sua vida profissional no Museu do Comando Militar do Sul, Porto Alegre. É membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (FAHIMTB), mergulhador CMAS** com quatro especializações, Submarinista Honorário da Marinha do Brasil e recebeu a Medalha do Mérito Tamandaré. Mergulhou em inúmeros naufrágios por toda costa brasileira, destacando, entre outros, a participação em uma expedição exploratória no Parcel de Manuel Luís, Maranhão. Também mergulhou em naufrágios de Truk Lagoon, Hawaii, Golfo de Suez, Golfo de Aqaba, Estreito de Tiran, Estreito de Gubal e Mar Vermelho.

0 comentários:

Postar um comentário