quarta-feira, 20 de maio de 2015

MERGULHO NO S33 TAPAJÓ

Olá amigos.

Atendendo o convite do C Alte Fiuza, Comandante da Força de Submarinos, passei duas noites a bordo do submarino Classe Tupi da Marinha do Brasil, o S 33 Tapajó. Suspendemos do cais da Base da Força de Submarinos na Ilha Mocanguê, Niteroi. Foi emocionante participar de todas as atividades de navegação e mergulho deste navio, um verdadeiro U Boat. Fiquei encantado com a complexidade da máquina, o profissionalismo e a dedicação da tripulação. Um ambiente absolutamente informal, mas pleno de camaradagem e eficiência, típico da tripulação de um caçador.

Fui também batizado e recebi o nome das profundezas de Dourado, por indicação do próprio Netuno.
O grande momento aconteceu quando submergimos fora da Baia da Guanabara, já no Atlântico. Tudo como nos filmes, hollywoodiano, impressionante! Primeiro aquele alarme: "Auuuugh! Auuuugh!". Depois a voz metálica do imediato pelo interfone: "Mergulhar! Mergulhar!".  PQP, não existe sensação mais espetacular, momento mais sublime do que este. No mesmo instante lembrei-me  de Prien, Kretschmer, Schepke, Lüth, Schütze, Topp, Lassen... Só faltou a música do filme Das Boot.
Atacar! Atacar! Avante, eia ao inimigo, ponham-no a pique! Navegamos contra a Inglaterra!!!

Aproveitei também para para  presentear o C Alte Fiuza com um exemplar do meu livro De Truk a Narvik - Mergulhando na História. Em troca, recebi o livro 100 Anos - Força de Submarinos, uma publicação magnífica, e diversas lembranças.

Compartilho então com todos vocês, muito feliz, esta jornada extraordinária. Vão algumas das 184 fotos tiradas.  Nestor, Dourado para Netuno.

S Tapajó: sempre presente, nunca detectado.
Usque Ad Sub Acquam Nauta Sum














cavaleirodasprofundezas@gmail.com

Nestor Antunes de Magalhães é 2º Ten R/1 do Exército Brasileiro, tendo servido os nove últimos anos de sua vida profissional no Museu do Comando Militar do Sul, Porto Alegre. É membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (FAHIMTB), mergulhador CMAS** com quatro especializações, Submarinista Honorário da Marinha do Brasil e recebeu a Medalha do Mérito Tamandaré. Mergulhou em inúmeros naufrágios por toda costa brasileira, destacando, entre outros, a participação em uma expedição exploratória no Parcel de Manuel Luís, Maranhão. Também mergulhou em naufrágios de Truk Lagoon, Hawaii, Golfo de Suez, Golfo de Aqaba, Estreito de Tiran, Estreito de Gubal e Mar Vermelho.

4 comentários:

  1. Juntou a fome com a vontade de comer...baita experiência Nestor!

    ResponderExcluir
  2. Caro Nestor, para nós é uma grande satisfação ter a bordo mergulhando conosco pessoas como você que, além de admirar e reconhecer o que fazemos, também divulgam o nosso trabalho para os demais. Muito obrigado por me presentear com um exemplar do seu livro. A partir de agora irei sempre acompanhar o seu blog. Um forte Abraço.

    CT Souza

    Sempre presente, nunca detectado.
    Usque ad sub acquam nauta sum.

    ResponderExcluir
  3. Fantástico post !!!
    Que ótimo compartilhar conosco essa experiência !!!

    Parabéns !

    ResponderExcluir
  4. Olá Dudi, CT Souza e Xracer. Muito obrigado. Queria compartilhar com todos estes momentos mágicos que tive a bordo do Tapajó. Acho que consegui. Foi inesquecível. Abração.

    ResponderExcluir